top of page
  • Foto do escritorViva Usina

Viva Usina encerra mês de agosto com música, circo e pole dance



O projeto Viva Usina, que ocupa a Usina Cultural Energisa promovendo a cultura e a arte da Paraíba, está com uma programação especial para o último final de semana de agosto. De 25 a 27 de agosto, o público poderá conferir shows musicais, espetáculos circenses e performances artísticas de pole dance, além da tradicional feirinha de artesanato e gastronomia.


Na sexta-feira (25), às 20h, no Palco Bonde, a artista Isa Meneguetti apresenta “Um Eu Retorcido”, uma performance de pole dance que expressa como a fibromialgia, uma doença crônica que causa dores pelo corpo, afeta sua existência. A dançarina desabafa sobre conviver com a doença em uma sociedade capacitista, e sobre sua luta constante de ser mais forte do que a dor que sente.


Já no sábado (26), também às 20h, na Sala Vladimir Carvalho, o cantor Julian Santt faz o “Show-Manifesto”, um grito de resistência de um corpo trans que teve sua vida marcada por violências como a LGBTfobia, o sexismo e o machismo. O artista lançou seu primeiro trabalho autoral em 2019, o EP “Transrevolução”, e vem ocupando espaços dentro e fora da cena LGBTQIA+..


No domingo (27), às 16h, na Sala Vladimir Carvalho, o grupo Ponto Triplo apresenta “Entrelaços”, um espetáculo circense que explora as possibilidades do trapézio triplo. Três artistas circenses (Bella Medeiros, Maria Stael e Priscilla Torres) mostram suas habilidades individuais e coletivas em uma coreografia fluida e espontânea, onde as ações de uma influenciam e reorganizam as movimentos das outras.


Feirinha Viva Usina

Durante os três dias de programação, das 16h às 22h, a Feirinha Viva Usina oferece ao público uma variedade de produtos artesanais e gastronômicos, valorizando os produtores locais e fomentando a economia criativa do Estado.


Números do projeto

Durante mais de 100 dias de programação, o público está conferindo uma variedade de atrações culturais que inclui 8 shows musicais, 4 espetáculos teatrais, 3 exposições de artes visuais, 4 lançamentos de livros, 4 espetáculos circenses, 5 apresentações de grupo de cultura popular, 3 espetáculos de contação de histórias, 17 performances artísticas e 16 feirinhas de artesanato e gastronomia.


Ao todo, o Viva Usina contemplou 87 projetos artísticos e culturais paraibanos. Entre os selecionados, há uma grande diversidade de perfis e propostas. Segundo os dados do edital, 64,63% dos proponentes são mulheres, 74,39% se declararam pretas, pardas, indígenas ou ciganas, 30,49% vêm de territórios periféricos da cidade, 20,73% são LGBTQIAP+ e 14,63% se apresentarão pela primeira vez em um projeto cultural. Além disso, 8,54% dos proponentes se declararam pessoas com deficiência (PCD).

O projeto é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura, com realização do Ministério da Cultura e Governo Federal e patrocínio da Energisa, com produção da Atua Comunicação Criativa e o apoio da Usina Cultural Energisa.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page