top of page
  • Foto do escritorViva Usina

Viva Usina tem poesia, contação de histórias, música e sustentabilidade neste final de semana


O Viva Usina traz em sua programação neste final de semana várias atrações para todos os gostos e idades, desde performances poéticas e musicais até exposições de arte e a tradicional feirinha com novidades gastronômicas e muita sustentabilidade com o Retrocanto. Toda a programação é gratuita.


Nesta sexta-feira (15), às 20h, no Palco Bonde, a dupla Jennifer Santos e Ximenes Mandela apresenta a performance ‘Amaresia’, que une poesias e musicalidade experimental para expressar a fluidez de um corpo-mulher em estados múltiplos do sentir e do viver. A performance utiliza textos autorais inéditos das artistas, bem como musicalidade experimental com instrumentos inerentes à capoeira angola (berimbau, caxixi, pandeiro, etc.). Apostando em cantigas de capoeira, a apresentação dialoga sobre o mar, o amor, o feminino e a expressão corporal. A classificação é livre e a entrada é gratuita.

Já no sábado (16), às 20h, no Palco Bonde, o poeta Jota Lima chega em João Pessoa para um sarau da literatura de cordel. Com mais de 50 obras publicadas entre cordéis e livros, Jota Lima é um dos nomes mais importantes da poesia popular nordestina. A apresentação será composta por uma leitura interativa do cordel ‘Um Matuto na Capitá e Outros Cordéis’ feita tanto pelo autor quanto por membros da plateia, com declamação ainda de poemas que abordam o amor e as saudades. A classificação é 10 anos e a entrada é gratuita.


No domingo (17), às 16h, no Palco Bonde, a contadora de histórias Guerreira Passos traz seu instrumento para contar A Lenda do Berimbau, que narra o conto de uma jovem de aldeia africana e a sua transformação em um símbolo da arte, da cultura e da tradição. Guerreira Passos é uma mulher negra, natural de Campina Grande, feminista, mãe solo, capoeira, graduada em Licenciatura Plena em Educação Física pela UEPB e ativista cultural. A classificação é livre e a entrada é gratuita.


Feira Criativa e Gastronômica: Retrocando

De sexta a domingo, das 16h às 22h, na área externa do Viva Usina, acontece o Retrocando, um encontro de brechós que existe desde maio de 2019 em João Pessoa, com o intuito de incentivar a economia sustentável e o consumo consciente para quem quer comprar peças de qualidade a preços mais acessíveis. O Retrocando reúne diversos expositores que oferecem roupas, calçados, acessórios e objetos vintage ou retrô. Além disso, há também opções de gastronomia vegana e vegetariana para quem quiser saborear um lanche saudável enquanto faz suas compras. A classificação é livre e a entrada é gratuita.


Exposição: Arte nua e crua

E vai só até este domingo, dia 17 de setembro, das 9h às 20h, a exposição ‘Arte nua e Crua’, de Zé Pituca, na Galeria Alexandre Filho. A mostra reúne peças abstratas e concretas que retratam a seca, tradições nordestinas e a vida sertaneja. Zé Pituca nasceu em 1962 em Areia e por lá vive ainda hoje. A cidade e suas vivências são inspiração para sua arte, que dialoga com a ancestralidade e a realidade do Brasil profundo. Escultor, homem do barro, artista de uma obra relevante e singular, Zé Pituca apresenta no Viva Usina uma mostra que convida o público a refletir sobre a identidade e a resistência do povo nordestino. A classificação é livre e a entrada é gratuita.


O projeto Viva Usina é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura, com realização do Ministério da Cultura e Governo Federal e patrocínio da Energisa, com produção da Atua Comunicação Criativa e o apoio da Usina Cultural Energisa.

3 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page